Quais as vantagens das grades de proteção internas em galpões?

As grades de proteção são aliadas na segurança de imóveis residenciais, minimizando o risco de invasão. Mas, o uso delas não se restringe a esse ambiente, já que também é possível implementá-las em galpões.

E quais seriam as vantagens das telas de proteção internas em galpões, exatamente? Neste post, indicamos o que é possível obter ao realizar esse investimento. Acompanhe e boa leitura!

Vantagens das grades de proteção em galpões

Essencialmente, as grades de proteção oferecem vantagens associadas à divisão do espaço e segurança do galpão e itens armazenados. A seguir, apontamos e explicamos cada uma delas:

Delimitação e divisão de espaços

A grade de proteção possibilita a delimitação e divisão de espaços do galpão sem utilização da tradicional alvenaria, que costuma ter preço elevado. Por isso, com a grade é possível seccionar áreas de maneira econômica e extremamente eficaz.

Melhor visualização do espaço

Como as grades de proteção são vazadas, pelas permitem a melhor visualização do espaço, podendo identificar rapidamente eventuais não conformidades, como a presença de pessoas não autorizadas ou problemas de organização.

Restrição do acesso

As grades de proteção são uma barreira física dentro do galpão, ajudando a restringir o acesso à área, seja de terceiros ou funcionários não autorizados. Portanto, contribui para a segurança do espaço e dos bens armazenados, minimizando o risco de prejuízos.

Fator estético

Existem grades de proteção com revestimento de material sintético, como o PVC, além de outras com pintura epóxi. Ambas são alternativas para projetos mais preocupados com fatores estéticos, sem comprometer a decoração interna.

Opção de grade de proteção

Quer investir nas grades de proteção internas para galpões, mas não sabe quais utilizar em seu projeto? A tela alambrado é uma excelente pedida para implementação nessa área.

Trata-se de uma tela losangular fabricada com fios metálicos normalmente utilizada na montagem de cercamentos. Esses fios são produzidos em aço galvanizado ou com revestimento de PVC colorido.

Ambos os acabamentos proporcionam maior resistência a danos como a oxidação. Isso significa que a tela permanece em excelente estado por mais tempo, sem demandar constantes trocas ou consertos.

Além disso, o alambrado chama a atenção por não ser facilmente escalado ou rompido, o que reduz significativamente a possibilidade de invasão do espaço, potencializando sua segurança.

Há mais um ponto a favor da tela alambrado: ela proporciona todos esses benefícios a um baixo custo, principalmente em comparação a outros métodos tradicionais de divisão e proteção de espaços.

Na prática, com a tela alambrado é possível estruturar melhor o galpão e reforçar sua segurança gastando menos, o que é perfeito para quem trabalha com orçamento mais restrito.

Como instalar telas alambrado em galpões

A instalação da tela alambrado envolve uma série de etapas, como a implementação de mourões, uso de grampos de fixação, entre outros. Por se tratar de uma parte da estrutura interna do galpão, recomenda-se contratar um profissional para realizar o trabalho.

Dessa forma, é possível desenvolver um projeto personalizado para o espaço disponível, assegurando o melhor aproveitamento da área e a correta utilização das cercas de alambrado.

Existe diferença entre diploma de Serviço Social presencial e a distância?

A pergunta que dá título a essa postagem é bastante recorrente entre aqueles que pensam em fazer uma faculdade de Serviço Social EAD. E ela é perfeitamente compreensível, uma vez que não há como evitar o receio de que todos os anos dedicados a conquistar o diploma sejam em vão devido ao risco de o documento sequer ser válido. Porém, pode respirar tranquilamente, não há com o que se preocupar. Não existem nenhuma diferença entre o diploma presencial e o a distância. Ambos passam pelos mesmos critérios e exigências ao serem avaliados pelo Ministério da Educação.

curso serviço social ead

Mas quais são esses critérios adotados pelo MEC para avaliar a instituição de ensino e, consequentemente, a validade do diploma oferecido ao final dos seus cursos? Bom, há o Conceito Preliminar do Curso (CPC), que trata-se da avaliação do quadro de professores, infraestrutura e recursos didático-pedagógicos; e o Conceito do Curso (CC), que nada mais é que a avaliação feita por um representante do Ministério presencialmente, para avaliar a área pedagógica e docente, além de conferir se todos os requisitos legais e normativos estão sendo atendidos.

Além disso, existe ainda um outro parâmetro extremamente importante nesse processo: o ENADE (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes). Graças a ele é possível que se tenha um indicativo a respeito do rendimento dos estudantes do ensino superior no que tange as habilidade e competências necessárias para que futuramente a profissão escolhida pelo aluno possa ser praticada. Resumindo, é necessário que a instituição, através dessas provas, assegure que oferece sim uma boa qualidade, caso contrário sua avaliação certamente será ruim, desabonando então seu conceito, e claro, o valor do diploma.

Portanto, dê muita atenção a esses detalhes. Como? Certificando-se que a faculdade escolhida é reconhecida pelo Ministério da Educação, preferencialmente com uma boa nota. Assim, acredite, você evitará toda e qualquer dor de cabeça futura, pois garantirá que seu diploma será aceito no mercado de trabalho. Sim, pois o que constará nele será a instituição na qual se formou, e não em qual modalidade isso aconteceu. Em outras palavras, seu diploma não terá os dizeres “presencial” ou “EAD”.

Conseguimos te deixar mais tranquilo? A realidade é justamente essa: faculdade séria, diploma válido. Simples assim! Então, fazendo Serviço Social a distância você poderá sim se inscrever em concursos públicos para nível superior e assumir o cargo caso seja aprovado, poderá iniciar uma pós-graduação para ficar ainda melhor qualificado e, principalmente, poderá ingressar no mercado de trabalho se candidatando a vagas de Assistente Social com as mesmas chances de quem se formou presencialmente.

Pode acreditar, as empresas não fazem qualquer tipo de distinção entre uma modalidade e outra. Muito pelo contrário! Aqui entre nós, características como organização, gerenciamento de tempo, força de vontade e disciplina, comuns àqueles que fazem faculdade a distância, tendem a ser mais valorizadas pelos recrutadores. Ou seja, você ainda poderá ter uma leve vantagem.

Agora foque nos estudos, siga firme em seu objetivo de se formar em uma faculdade de Serviço Social EAD, e tenha muito sucesso em sua profissão!

Pensando em mudança? Conheça Goiânia

Muito procurado pelo público corporativo, Goiânia é uma cidade muito bem planejada, erguida nos anos 1930, com grandes avenidas arborizadas e com belos parques.

A 210 km de Brasília, capital de Goiás, é a segunda cidade mais populosa do Centro-Oeste, sendo um importante polo econômico da região, considerado por muitas empresas industriais das áreas de medicina, moda e agricultura como um centro estratégico.

Uma cidade grande com ar interior que encanta qualquer pessoa, apesar de não ser tão pequena com seus mais de 1,5 milhões de habitantes, no início do milênio, Goiânia destacada entre as capitais brasileiras pelos índices de qualidade de vida e pela alta presença de áreas verdes. A cidade possui vários parques com uma atmosfera social animada, com muitas famílias e jovens caminhando nos seus arredores. Atualmente, há 94 km² de área verde por habitante, ou seja, coloca uma capital goiana na lista das mais arborizadas do país.

Além de belos parques e avenidas arborizadas, em Goiânia não faltam opções de bares, sorveterias, cafés e restaurantes, com forte presença nos setores Bueno e Marista.

Quem planeja mudar para Goiânia está optando por um estilo de vida mais calmo, mas ao mesmo tempo, sem abrir mão das vantagens de viver em uma capital.

Razões para morar em Goiânia

Erguida nos anos 1930, um capital com um acervo de casarões, edifícios e monumentos históricos construídos com linhas e formas de movimento arquitetônico art déco. Os pontos turísticos, como a Praça Cívica, o Grande Hotel e o Teatro Goiânia carregam até os dias atuais a influência da arte francesa em sua arquitetura, sendo as relíquias dessa época e da cidade. Mas como razões para morar em Goiânia, são várias e vamos colocar alguns dos melhores motivos para mudar para uma cidade.

1) Feiras de Rua

Todo dia você sempre encontrará uma feira de bairro para visitar Goiânia. Como uma tradição, toda a feirinha tem sua especialidade, trazendo produtos variados e de alta qualidade com um excelente custo benefício benefício visitantes visitantes de todos os cantos do Brasil.

2) Culinária Regional

Gosta de comer aquela comidinha caseira de arroz branco com frango e pequi ou de comer uma boa pamonha no café da manhã? Goiânia é o lugar perfeito para você. Quando um ano, é muito fácil encontrar os “pit-dogs” em qualquer esquina da cidade.

3) Variedade de Parques

Como já destacamos, a natureza é um dos grandes pontos fortes da capital. Então, para quem gosta de fazer uma caminhada ou praticar exercícios ao ar livre, Goiânia é uma cidade certa. Mas você pode apenas procurar o contato com a natureza também é fácil, já que as áreas verdes são abundantes e envolvem a rotina dos moradores.

4) Vida noturna agitada

Mas calma, uma cidade não é totalmente pacata não. Muito pelo contrário, uma noite goianiense é bem agitada e se engana quem acha que é tão sertanejo que vive na cidade. Réplica de eventos culturais, restaurantes e bares com problemas e para todos os gostos e bolsos, os setores Marista, Bueno e Sul estão concentrados na maioria das atrações sendo muito freqüentes por quem busca uma vida noturna diversificada na capital Goiânia.

5) Uma das capitais mais baratas do Brasil, ótima para investir

A cidade é muito cobiçada por investidores e consumidores residentes por preço de m² ou um dos mais baratos do país.

Goiânia é a 22ª cidade mais rica do Brasil, a 12ª entre as capitais brasileiras. O PIB estadual vem apenas da capital e sua região metropolitana ainda é mais forte, representando mais de 35% do PIB de Goiás.

O município também está entre os oito municípios com melhor infraestrutura do país. Com localização privilegiada no Brasil, uma cidade é servida por uma malha viária e ferroviária que liga os principais centros e portos do país.

Se você está pensando em mudar de capital, contratar um armazenamento próprio e guardar volumes seguros em Goiânia é a melhor opção para você consiga ajustar a rotina da cidade com muito mais tranquilidade. A Guarde Mais está presente em diversas cidades do país e está localizada de forma estratégica para atender a demandas de uma cidade movimentada como esta.

Box para banheiros pequenos: como resolver?

Casas e apartamentos com banheiros pequenos são cada vez mais comuns, o que sempre leva a uma dúvida: afinal, como resolver o problema do espaço reduzido e garantir a instalação de um box?

Curiosamente, o segredo para isso é escolher o tipo de box correto para banheiro pequeno. A seguir, apresentamos as principais opções disponíveis no mercado. Confira e escolha a sua preferida.

Box de canto

Trata-se de um tipo de box que permite utilizar melhor todo o espaço do banheiro, inclusive uma área geralmente desprezada, o canto. Dessa forma, é possível garantir mais espaço para circulação, tornando o ambiente mais funcional.

É possível, por exemplo, instalar um kit box de canto quadrado, retangular (ocupa um pouco mais de espaço) ou redondo. Todos asseguram um visual harmônico e uma área segura para o banho.

Box com porta de correr

O box com porta de correr é um grande aliado de banheiros pequenos, porque a porta de abrir tradicional ocupa muito espaço, o que pode dificultar a locomoção pelo cômodo.

Além disso, a porta de correr é mais segura, já que não há o risco de batê-la em outros itens do banheiro, como um móvel ou sanitário, reduzindo o risco de quebrar e estilhaçar o vidro.

Box articulado

O box de vidro articulado é uma versão com porta semelhante à sanfonada. Funciona de maneira análoga à porta de correr, já que não ocupa muito espaço no banheiro.

No entanto, o box articulado tem um charme decorativo a mais, sendo uma opção perfeita para quem procura uma alternativa diferenciada para montar seu banheiro.

Box cortina de vidro

Esta opção de box de banheiro tem como proposta usar somente uma lâmina de vidro fixa, deixando o espaço semiaberto. Essa lâmina funciona como uma barreira, evitando que a água do banho molhe todo o banheiro.

Higienizando a cozinha: como limpar inox?

O inox é um dos materiais mais utilizados em eletrodomésticos e utensílios da cozinha, aparecendo em fogões, micro-ondas, geladeiras, pia, entre outros. Embora seja durável, ele sempre gera uma dúvida: como limpar inox sem danificá-lo?

Para lhe auxiliar nesta tarefa, separamos algumas dicas para limpar inox com mais facilidade. Acompanhe e saiba o que fazer para garantir o melhor resultado possível, eliminando gordura e outra sujeiras do material.

Passo a passo para limpar inox

Limpar inox é um processo mais simples se tiver os itens perfeitos para realizar esse procedimento e se seguir orientações específicas. Veja, abaixo, o que utilizar e como higienizar:

Separe materiais para limpeza

Você precisará de produtos de limpeza de inox, que são desenvolvidos para higienizar a superfície de maneira eficiente e sem causar danos, garantindo a qualidade e beleza do material.

Prefira os produtos biodegradáveis, porque têm grande poder de limpeza e capacidade reduzida de provocar danos ao inox, inclusive no meio ambiente.

Além disso, separe um pano ou escova, que precisam ser macios e estar limpos. Se esses itens estiverem sujos, eles podem transferir resíduos para o inox, o que prejudicará a limpeza.

Aplique o produto

Leia o rótulo do produto e siga as recomendações de uso dadas pelo fabricante, que frequentemente envolvem a aplicação de maneira uniforme sobre a superfície e aguardar poucos minutos para que o produto aja e a limpeza seja mais fácil.

Remova a sujeira

Utilize o pano ou escova para remover a sujeira, esfregando a superfície suavemente. Não utilize produtos abrasivos para realizar esse passo, porque eles podem riscar o inox.

Depois, enxague a superfície até que eventuais sujeiras sejam totalmente removidas, bem como resíduos dos produtos de limpeza. Se o enxágue não for possível (por exemplo, no caso de eletrodomésticos), passe um pano limpo e úmido na superfície.

Como escolher o sofá ou poltrona mais confortável?

O sofá e a poltrona são móveis essenciais da sala de estar, seja para descansar ou receber visitas. Por isso, nada melhor do que escolher os modelos mais confortáveis ​​para o cômodo.

É justamente o que muitos têm dúvida: afinal, como escolher o sofá ou a poltrona mais confortável? A seguir, liste as dicas para acertar nessa tarefa e garanta a melhor opção. Confira!

Teste

Testar o celular é uma dica antiga, mas sempre funciona. O ideal é fazer uma busca on-line e, se possível, visitar uma loja física para fazer o teste e verificar se uma peça realmente atende às suas expectativas.

Na ocasião, aproveite para acionar todo o mecanismo do celular, se tiver, como ou expandir (disponível no sofá reclinável ). Assim, será possível entender como o sofá ou a poltrona funciona.

Invista numa versão com estrutura reforçada

Sofá e poltrona com estrutura reforçada são duráveis ​​e resistentes a danos, além de mais estáveis, permitindo mais conforto durante o uso. Uma boa opção é comprar sofá de madeira sólida, por exemplo.

Atender-se ao preencher o assento e encosto

O ideal é que o assento e o assento sejam compostos por uma mescla de materiais, como fibras e espumas, ou que garantam maior conforto à peça e menor chance de perder uma forma.

Outra opção é investir no sofá ou na poltrona de espuma com densidade 28, no mínimo. Caso queira uma versão ainda mais resistente, opte pela densidade 33, que suporta 71 a 100 quilos.

Escolha o tamanho do assento ideal

O tamanho do assento deve ser curto, se for para receber visitas, para que consigam levantar-se com facilidade. Caso queira uma versão para descanso e assistir a filmes, prefira ou assento longo.

Na dúvida de qual comprar, uma excelente alternativa é um sofá retrátil , que se adapta às duas situações, sendo uma alternativa versátil para uma sala de estar.

Como ler a Bíblia todos os dias? Dicas para tornar a palavra de Deus um hábito de vida

Todo cristão sabe que ler a Bíblia é uma prática muito importante. Confesso que por muitos anos eu, combati com a lê-la diariamente. Se você desejou ler a Bíblia mais, esta reflexão é para ti que quer terminar de ler esse livro inteirinho, não importa se é uma Bíblia Online ou o livro em si que você leva para a igreja e faz as suas anotações.

Hoje em dia existem muitas aplicações da Bíblia que você pode baixar para os celulares. Quase todas estas aplicações têm muitos planos de leitura de onde você pode escolher. Os planos são, por assunto, pelos livros da bíblia, ou ainda, com base em um livro cristão. Estas aplicações também têm a opção de ouvir a Bíblia em vez de lê-la. Esta opção é excelente para os que passam muito tempo dirigindo.

Escolher um plano de leitura é muito fácil. Você pode escolher ler a Bíblia em ordem cronológica, ler um livro inteiro, ou ler de novo e velho testamento por vez. Eu escolhi ler em ordem cronológica, eu imprimi uma folha com todos os livros para fazer o meu progresso. Isso me ajudou muito para ser fiel na minha leitura.

1. Fale com alguém sobre as suas leituras

Quando temos que dar contas é mais fácil de ser fiel. Eu incentivo-o a encontrar um companheiro de leitura. Não têm que ler o mesmo livro da Bíblia. O importante é decidir que dia vão passar a conta para o outro.

Podem compartilhar os versos que gostaram, a história Bíblica que leram ou simplesmente o que Deus lhes ensinou no processo. Se estas casada, seu marido pode ser um excelente companheiro de leitura. Quem vive na mesma casa podem ler juntos, por xemplo. A chave está em saber que temos que dar contas a alguém.

2. Escolha um plano devocional

Escolher um devocional de 365 dias, para ter um devocional para cada dia. Isso lhe dará a oportunidade de ler um versículo todos os dias do ano. Se você está apenas começando com a prática de ler a Bíblia, você pode escolher um devocional mais cara para começar com passos pequenos. Há várias opções no YouTube e em aplicativos gratuitos para acompanhar.

3. Tenha hora marcada

Ter uma hora ou um tempo marcado para fazer a sua leitura diária torna tudo mais real e também menor a chance de esquecer, ou deixar par o dia seguinte. O que funciona muito bem é o “pão diário” que tem para todos os dias algum trecho da Bíblia explicado de forma didática e que pode servir para o seu dia a dia, uma formai anda mais bonita de colocar a fé em prática.

Ler a Bíblia é uma disciplina espiritual que todos nós precisamos ter diariamente. Esta é uma maneira muito saudável de alimentar nosso espírito. Assim como alimentamos o corpo, todos os dias, também devemos alimentar o nosso espírito.

Como ler a Bíblia Sagrada inteira em um ano sem fracassar? 3 dicas fundamentais

Imagine que você é cristão e quer ler a Bíblia em um ano. Então abre o Gênesis, o primeiro de janeiro e começar a ler um pouco todos os dias, seguindo algum plano que traz a sua Bíblia ou se veste com Internet. Quando passar um par de dias sem ler, você tenta entrar para o dia.

Quando você chegar ao Êxodo, já está um pouco esgotado e perturbado por algumas coisas que não perceberam lendo Gênesis (O que é Que passava pelas mentes das filhas de Lot!?). E quando você chegar em Levítico, ele se torna mais difícil seguir a leitura e sente que não vai conseguir. Depois de alguns dias em que você se esqueceu de ler, abandonar seu plano. E quando depois que você vê a sua Bíblia, você está tentando afogar a sensação de que, talvez, você não é um bom cristão depois de tudo.

Talvez penses que isso soa muito familiar. Talvez você não tem que imaginá-lo porque você tem acontecido. Sabe que começar a ler a Bíblia em janeiro é fácil. A coisa mais difícil para muitos nem é chegar a dezembro, é chegar a fevereiro.

Tudo isso é mais frustrante, quando acha que uma audiobiblia geralmente dura de 74 horas. De acordo com Crossway, pode ler a Bíblia em um ano lendo apenas 12 minutos por dia; uma quantidade de tempo ridiculamente pequena em comparação a suas horas em redes sociais e Netflix. Não temos desculpas para não ler a Bíblia pelo menos um ano… e, no entanto, falhamos.Portanto, aqui vai algumas dicas para nãomais falhar na missão de terminar o livro inteiro.

1. Leia como se Deus estivesse ao seu lado

Isto é porque, na verdade, você precisa dele para ler a bìblia! Dependemos do Espírito Santo. Então faça suas orações do salmista no salmo 119, por exemplo:

  • “Abre os meus olhos, para que veja As maravilhas da Tua lei” (v. 18), para que possas ver a beleza da Palavra de tal maneira que o seu coração deseja mais nas manhãs de saber o último que outros publicaram em suas redes sociais ou o que está na televisão.

  • “Dá-me entendimento, para que guarde a Tua lei e para a cumprir de todo o coração” (v. 34), para que possamos entender como aplicar a Palavra em nosso dia-a-dia.2. Considera-se usar um plano de leitura realista.Um plano de leitura é uma excelente ajuda, mas só se você procura um realista.

2. Leia um pouco todo dia

Se o seu caso não é a vasta leitura e honestamente sua vida está cheia de responsabilidades, não te recomendo um plano que você leva para ler muitas horas por dia. Isso não é ser realista quanto às suas capacidades atuais e seu ritmo de vida, com os papéis e as tarefas que Deus lhe deu em seu estágio presente.

3. Evite as distrações durante a leitura

Isto pode soar óbvio, mas é provável que também não o seja para alguns dos leitores deste artigo. Entretanto, estar num lugar calmo somente para exercitar a sua paz e fé é algo que vai te ajudar a se concentrar na leitura e também a se conectar com Deus enquanto faz as suas orações e interpretações da Bíblia. Esse será um momento especial para você.

Como escolher cortina para o quarto?

A cortina para quarto torna o ambiente mais bonito e aconchegante. Não é para menos, afinal, a peça complementa a decoração, evita que ruídos externos entrem no cômodo e bloqueia o excesso de luz natural.

Pensando em investir nessa poderosa peça para transformar a decoração de seu quarto? Neste caso, saiba como escolher a cortina ideal e garanta um melhor resultado na composição do ambiente.

cortina para sala

Considere o estilo decorativo

Antes de comprar cortina para quarto casal, considere a estilo decorativo utilizado no ambiente, se minimalista, rústico, romântico, contemporâneo ou clássico. Escolha a peça de acordo com esse estilo, o que garantirá um visual mais harmônico para a decoração.

 

Defina o tecido

O tecido pode conferir um ar mais refinado ou delicado para a decoração. Se sua intenção for tornar o ambiente requintado, escolha cortina com tecido encorpado, como o veludo, linho puro e shantung de poliéster ou seda.

Caso prefira dar um toque delicado no ambiente, utilize cortinas de tecido leve, como as de crepe, voil, organza, renda e chiffon. O único ponto a ser ressaltado é que essas opções são transparentes, mas dá para ter mais privacidade combinando-as com a cortina blecaute.

 

Cuidado com a cor

O quarto pede cores neutras e claras, porque não são estimulantes e contribuem para ter melhores noites de sono e descanso. Portanto, prefira a cortina branca, bege, cinza ou em tons pastel.

 

Escolha o tamanho perfeito

O ideal é que a cortina do quarto vá do teto ao piso, para garantir um visual alongado ao pé direito, o que é mais sofisticado e combina melhor com o ambiente. A cortina média ou pequena é uma alternativa somente quando há algum móvel debaixo da janela.

Antes de comprar cortina para quarto, meça o espaço em que deseja deixar a peça e considere essas medidas para garantir um modelo no tamanho ideal e com melhor caimento.

Os 5 carros mais top para comprar em 2020

Se você está pensando em comprar um carro novo, talvez é melhor que você espere a ler estas linhas. Porque, se bem é certo que, em 2018 nos esperam bastante natal, se você tem paciência e você se encontra um pouco mais, sabemos que em 2020, com o advento da próxima década, haverá um salto tecnológico importante.

Nos últimos meses, muitos são os fabricantes que anunciaram que seus próximos modelos serão elétricos. Embora de momento, a oferta de carros 100% elétricos ainda é reduzida e os modelos do mercado ainda têm um preço mais caro do que os veículos tradicionais de combustão, tudo indica que nos próximos anos o parque automóvel se inclinará por esta tendência.

Ainda é necessário aumentar os pontos de recarga, apoio do governo e outros incentivos para que chegue realmente a mudança de rumo para a mobilidade eléctrica, mas por exemplo, a partir Volkswagen asseguram que em 2025, espera vender um milhão de carros elétricos no mudo.

2020 promete ser o ano da mudança, já que várias empresas anunciaram a chegada de variações elétricas, assim como outros modelos de combustíveis fósseis totalmente renovados e equipados com o mais recente em tecnologia, potência e conectividade. Estas são dez os modelos que prometem pisar na próxima década.

Audi Sport eléctrico

Quase ninguém se lembra que o atual Audi R8 contou com uma versão elétrica em seu primeiro ano de vida. As contas não saíam, daí que se abandonasse o projeto antes de tempo. Mas olho, do que, porque o primeiro tiro não tenha dado em branco não significa que a Audi Sport, a filial esportiva da marca alemã, abandonar a idéia. De fato, anunciou o lançamento de um esportivo totalmente elétrico em 2020. Não confirmaram se se tratará de um sedan, um coupé, um compacto ou um SUV coupé… (mas nós apostamos que será algo semelhante ao Audi e-tron Sportback Concept).

 

BMW X3 elétrico

Lá por 2016 a marca de Munique confirmou que lançaria uma versão 100% elétrica do seu BMW X3 2018. Esse mesmo verão, anunciou que poderíamos vê-lo em 2020. Não sabemos muito mais do que esse BMW X3e (ou BMW iX3, os desígnios das novas nomenclaturas são inexcrutables), mas deve compartilhar plataforma com o atual SUV médio e seu trem elétrico com alguns dos atuais BMWi.

 

Jaguar F-Type híbrido

Jaguar planeja eletrificada todos os seus modelos em um prazo de cerca de dois anos. E de todos os que possam interessar (que são uns quantos), sem dúvida o mais emocionante é o F-Type. Você receberá uma atualização em 2018, mas promete chegar em 2020 com uma versão híbrida.

 

Mazda 3

Se há um protótipo de 2017 (ainda em fase conceitual) que temos aplaudido até que nos dolieron as mãos esse foi o Mazda Kai. Revelado no Salão de Tóquio, esperamos que, como é habitual na assinatura, suas linhas seja mantenham quase sem variações no próximo Mazda 3. O modelo virá equipado com o motor Skyactiv-X, que reduz o consumo de combustível e as emissões em 30%, chave em seu plano de desenvolvimento tecnológico.