Como ler a Bíblia Sagrada inteira em um ano sem fracassar? 3 dicas fundamentais

Imagine que você é cristão e quer ler a Bíblia em um ano. Então abre o Gênesis, o primeiro de janeiro e começar a ler um pouco todos os dias, seguindo algum plano que traz a sua Bíblia ou se veste com Internet. Quando passar um par de dias sem ler, você tenta entrar para o dia.

Quando você chegar ao Êxodo, já está um pouco esgotado e perturbado por algumas coisas que não perceberam lendo Gênesis (O que é Que passava pelas mentes das filhas de Lot!?). E quando você chegar em Levítico, ele se torna mais difícil seguir a leitura e sente que não vai conseguir. Depois de alguns dias em que você se esqueceu de ler, abandonar seu plano. E quando depois que você vê a sua Bíblia, você está tentando afogar a sensação de que, talvez, você não é um bom cristão depois de tudo.

Talvez penses que isso soa muito familiar. Talvez você não tem que imaginá-lo porque você tem acontecido. Sabe que começar a ler a Bíblia em janeiro é fácil. A coisa mais difícil para muitos nem é chegar a dezembro, é chegar a fevereiro.

Tudo isso é mais frustrante, quando acha que uma audiobiblia geralmente dura de 74 horas. De acordo com Crossway, pode ler a Bíblia em um ano lendo apenas 12 minutos por dia; uma quantidade de tempo ridiculamente pequena em comparação a suas horas em redes sociais e Netflix. Não temos desculpas para não ler a Bíblia pelo menos um ano… e, no entanto, falhamos.Portanto, aqui vai algumas dicas para nãomais falhar na missão de terminar o livro inteiro.

1. Leia como se Deus estivesse ao seu lado

Isto é porque, na verdade, você precisa dele para ler a bìblia! Dependemos do Espírito Santo. Então faça suas orações do salmista no salmo 119, por exemplo:

  • “Abre os meus olhos, para que veja As maravilhas da Tua lei” (v. 18), para que possas ver a beleza da Palavra de tal maneira que o seu coração deseja mais nas manhãs de saber o último que outros publicaram em suas redes sociais ou o que está na televisão.

  • “Dá-me entendimento, para que guarde a Tua lei e para a cumprir de todo o coração” (v. 34), para que possamos entender como aplicar a Palavra em nosso dia-a-dia.2. Considera-se usar um plano de leitura realista.Um plano de leitura é uma excelente ajuda, mas só se você procura um realista.

2. Leia um pouco todo dia

Se o seu caso não é a vasta leitura e honestamente sua vida está cheia de responsabilidades, não te recomendo um plano que você leva para ler muitas horas por dia. Isso não é ser realista quanto às suas capacidades atuais e seu ritmo de vida, com os papéis e as tarefas que Deus lhe deu em seu estágio presente.

3. Evite as distrações durante a leitura

Isto pode soar óbvio, mas é provável que também não o seja para alguns dos leitores deste artigo. Entretanto, estar num lugar calmo somente para exercitar a sua paz e fé é algo que vai te ajudar a se concentrar na leitura e também a se conectar com Deus enquanto faz as suas orações e interpretações da Bíblia. Esse será um momento especial para você.

Como escolher cortina para o quarto?

A cortina para quarto torna o ambiente mais bonito e aconchegante. Não é para menos, afinal, a peça complementa a decoração, evita que ruídos externos entrem no cômodo e bloqueia o excesso de luz natural.

Pensando em investir nessa poderosa peça para transformar a decoração de seu quarto? Neste caso, saiba como escolher a cortina ideal e garanta um melhor resultado na composição do ambiente.

cortina para sala

Considere o estilo decorativo

Antes de comprar cortina para quarto casal, considere a estilo decorativo utilizado no ambiente, se minimalista, rústico, romântico, contemporâneo ou clássico. Escolha a peça de acordo com esse estilo, o que garantirá um visual mais harmônico para a decoração.

 

Defina o tecido

O tecido pode conferir um ar mais refinado ou delicado para a decoração. Se sua intenção for tornar o ambiente requintado, escolha cortina com tecido encorpado, como o veludo, linho puro e shantung de poliéster ou seda.

Caso prefira dar um toque delicado no ambiente, utilize cortinas de tecido leve, como as de crepe, voil, organza, renda e chiffon. O único ponto a ser ressaltado é que essas opções são transparentes, mas dá para ter mais privacidade combinando-as com a cortina blecaute.

 

Cuidado com a cor

O quarto pede cores neutras e claras, porque não são estimulantes e contribuem para ter melhores noites de sono e descanso. Portanto, prefira a cortina branca, bege, cinza ou em tons pastel.

 

Escolha o tamanho perfeito

O ideal é que a cortina do quarto vá do teto ao piso, para garantir um visual alongado ao pé direito, o que é mais sofisticado e combina melhor com o ambiente. A cortina média ou pequena é uma alternativa somente quando há algum móvel debaixo da janela.

Antes de comprar cortina para quarto, meça o espaço em que deseja deixar a peça e considere essas medidas para garantir um modelo no tamanho ideal e com melhor caimento.

Os 5 carros mais top para comprar em 2020

Se você está pensando em comprar um carro novo, talvez é melhor que você espere a ler estas linhas. Porque, se bem é certo que, em 2018 nos esperam bastante natal, se você tem paciência e você se encontra um pouco mais, sabemos que em 2020, com o advento da próxima década, haverá um salto tecnológico importante.

Nos últimos meses, muitos são os fabricantes que anunciaram que seus próximos modelos serão elétricos. Embora de momento, a oferta de carros 100% elétricos ainda é reduzida e os modelos do mercado ainda têm um preço mais caro do que os veículos tradicionais de combustão, tudo indica que nos próximos anos o parque automóvel se inclinará por esta tendência.

Ainda é necessário aumentar os pontos de recarga, apoio do governo e outros incentivos para que chegue realmente a mudança de rumo para a mobilidade eléctrica, mas por exemplo, a partir Volkswagen asseguram que em 2025, espera vender um milhão de carros elétricos no mudo.

2020 promete ser o ano da mudança, já que várias empresas anunciaram a chegada de variações elétricas, assim como outros modelos de combustíveis fósseis totalmente renovados e equipados com o mais recente em tecnologia, potência e conectividade. Estas são dez os modelos que prometem pisar na próxima década.

Audi Sport eléctrico

Quase ninguém se lembra que o atual Audi R8 contou com uma versão elétrica em seu primeiro ano de vida. As contas não saíam, daí que se abandonasse o projeto antes de tempo. Mas olho, do que, porque o primeiro tiro não tenha dado em branco não significa que a Audi Sport, a filial esportiva da marca alemã, abandonar a idéia. De fato, anunciou o lançamento de um esportivo totalmente elétrico em 2020. Não confirmaram se se tratará de um sedan, um coupé, um compacto ou um SUV coupé… (mas nós apostamos que será algo semelhante ao Audi e-tron Sportback Concept).

 

BMW X3 elétrico

Lá por 2016 a marca de Munique confirmou que lançaria uma versão 100% elétrica do seu BMW X3 2018. Esse mesmo verão, anunciou que poderíamos vê-lo em 2020. Não sabemos muito mais do que esse BMW X3e (ou BMW iX3, os desígnios das novas nomenclaturas são inexcrutables), mas deve compartilhar plataforma com o atual SUV médio e seu trem elétrico com alguns dos atuais BMWi.

 

Jaguar F-Type híbrido

Jaguar planeja eletrificada todos os seus modelos em um prazo de cerca de dois anos. E de todos os que possam interessar (que são uns quantos), sem dúvida o mais emocionante é o F-Type. Você receberá uma atualização em 2018, mas promete chegar em 2020 com uma versão híbrida.

 

Mazda 3

Se há um protótipo de 2017 (ainda em fase conceitual) que temos aplaudido até que nos dolieron as mãos esse foi o Mazda Kai. Revelado no Salão de Tóquio, esperamos que, como é habitual na assinatura, suas linhas seja mantenham quase sem variações no próximo Mazda 3. O modelo virá equipado com o motor Skyactiv-X, que reduz o consumo de combustível e as emissões em 30%, chave em seu plano de desenvolvimento tecnológico.

Carros nacionais baratos para comprar em 2020 e pagar menos no IPVA

 

Quem quer Pagar Licenciamento DF 2020 e taxas de IPVA menores no ano de 2020 precisa mirar nos 0 km que tenha bom valor de mercado, já que ambos os impostos mais caros para se ter uma propriedade no Distrito Federal variam conforme o valor da mesma.

Chevrolet Tornado

A primeira geração, se estava montado sobre a plataforma do Corsa, mas a segunda (e que atualmente está à venda), teve uma espécie de retrocesso, e utiliza uma versão melhorada da secular arquitetura do Chevy. O motor é um quatro cilindros de 1,8 litros com 105 hp e 119 lb-pés de torque que se acopla a uma transmissão manual de cinco velocidades. A capacidade de carga é de até 734 kg.

 

Dodge Vision

Sua principal virtude reside em uma cajuela com uma capacidade de 520 litros, que, literalmente, o colocam como um dos líderes do mercado. No México, esta versão tropicalizada do Fiat Grand Siena, pode ser adquirido em duas versões, cuja principal diferença é a ligação a uma caixa manual ou automática Dualogic, ambas de cinco velocidades. O motor é um quatro cilindros de 1.6 litros com 115 hp e 117 lb-pés de torque.

 

Fiat Mobi

Abaixo de Um, encontra este pequeno automóvel citadino de 3,596 mm de comprimento, alimentado por um motor de quatro cilindros de 1.0 litros capaz de produzir 69 Hp e 68 lb-pés de torque, que se prende a uma caixa manual de cinco velocidades. De acordo com a Fiat, este auto possui uma eficiência de combustível de 21,4 km/l. A versão Way recorre a uma estética “crossover” tão útil nos dias de hoje. Chama a atenção que o portão da cajuela esteja construído em vidro de alta resistência.

 

Fiat Uno

Com 3,8 metros de comprimento, o Um é o irmão mais velho do Mobi. Esta proposta destaca-se por sua tripla personalidade, cortesia de três versões distintas entre si: Like (acesso); Sporting (de imagem esportiva) e Way (o caminho). Em qualquer caso, o motor é um quatro cilindros de 1.4 litros com 85 Hp e 90 lb-pés de torque, que dizer da Fiat, anuncia um consumo de até 20.4 km/l. A caixa é manual de cinco velocidades. Entre, seus fortes, está o sistema Live ON, que transforma seu smartphone em uma tela.

Cortinas grandes ou pequenas: qual o tamanho ideal de cortinas para quarto?

Na hora de comprar cortinas para quarto, uma dúvida é comum: afinal, qual o tamanho ideal das peças? Para lhe ajudar a acertar na aquisição, indicamos quando escolher a cortina grande ou pequena. Acompanhe!

cortina

Qual o tamanho perfeito?

A recomendação geral é utilizar uma cortina grande, preferencialmente do teto até o piso, porque provoca um efeito visual de alongamento, dando a impressão que o pé direito do cômodo é maior.

Além disso, a cortina no tamanho grande passa uma impressão de elegância e sofisticação para a decoração, deixando-a muito mais bonita e refinada.

A cortina pequena só costuma ser mais recomendada em duas situações específicas. Uma delas é quando um móvel é posto abaixo da janela (escrivaninha, bancada ou cômoda).

Outra situação é no quarto de crianças, já que com o modelo menor não será possível acessar facilmente a cortina infantil, minimizando a possibilidade de puxões e de queda do acessório.

 

Como calcular o tamanho da cortina pronta

Antes de comprar a cortina, é importante saber calcular o tamanho que a peça deve ter de acordo com a janela. Não importa se for utilizar uma cortina grande ou pequena, recomenda-se somar 40 centímetros ao comprimento da janela e multiplicar esse resultado por 2.

Por exemplo, se a janela tiver dois metros de comprimento, faça o seguinte cálculo: 2m + 40cm = 2,40m. Então, multiplique 2,40m por 2 e o resultado será 4,80m, que é um tamanho ideal para o comprimento.

É interessante que tenha essa sobra para evitar que a cortina fique muito esticada ou num tamanho inadequado, o que comprometerá sua beleza. Além disso, a sobra ajuda a bloquear melhor a luminosidade e vento.

Se a cortina para quarto de casal ficar um pouco maior do que o esperado, existe a possibilidade de ajustá-la numa costureira. É sempre melhor sobrar tecido do que faltar, porque é mais fácil adequar a peça.

Porque o trânsito de São Paulo é tão caótico e congestionado?

É de conhecimento comum o trânsito em São Paulo, a grande metrópole do sudeste do Brasil, é o pior. As notícias noturnas da cidade estão sempre cheias de imagens das principais avenidas de São Paulo com suas sequências ininterruptas de vermelho e branco, carros que vão e vêm a passo de tartaruga. No entanto, quando são publicados estudos que analisam as cidades do mundo com os piores níveis de tráfego, São Paulo não é visto por nenhum lado. Então, você é realmente ruim?

Em fevereiro de 2017, a empresa de navegação TomTom publicou um estudo sobre o congestionamento do tráfego em 390 cidades de todo o mundo, classificando as localidades por “nível de congestionamento”, que é o percentual de aumento no tempo de viagem em comparação com as situações de fluxo livre e sem tráfego. São Paulo ficou no posto 71 com 30%, o mesmo percentual que Toronto, Munique, Barcelona e Liverpool.Um rápido olhar para os 10 nomes principais, como Cidade do México, Jacarta e Pequim, que são comparáveis a São Paulo em termos de tamanho, mas têm níveis de congestionamento infinitamente piores. De fato, se você está procurando trânsito infernal no Brasil, vá para o Rio de Janeiro (8º) ou Salvador (28vo).

Apesar de sua reputação negativa, São Paulo tem algumas estradas principais, que podem lidar com o tráfego pesado. Embora sejam muito difamados pelos moradores, as estradas Marginal Tietê e Pinheiros, que correm em ambos os lados dos rios com o mesmo nome (Tietê ao norte, Pinheiros (ao oeste), são maravilhas de 20 pistas de planejamento urbano.Apesar de que a cidade tem estas auto-estradas, isso não quer dizer que São Paulo não tenha um problema de tráfego. Tente dirigir pela cidade durante o horário de pico da manhã ou da tarde, e você verá por si mesmo. Uma das razões para isso é a quantidade insana de veículos a motor na cidade. As estimativas conservadoras indicam que o número total de automóveis, motos e caminhões na área é de oito milhões. Se estivessem estacionados em linha, de paracho ao pára-choque, medirían mais tempo do que a extensão das estradas da cidade.

sao paulo

Então, por que São Paulo tem tantos carros?

Existem algumas hipóteses para isso, a primeira é a segurança. Ao igual que seu tráfego, o nível de criminalidade de São Paulo também é um exagero. As mesmas notícias da tarde mostram consistentemente que as imagens de engarrafamentos também incluem uma série de sensacionalistas “crimes verdadeiros”, que apresentam a cidade como uma distopia ao estilo Mad Max, onde ninguém está a salvo, e é um homem para ele.

Mais uma vez, como o tráfego, enquanto São Paulo tem problemas problemáticos com o crime (embora predominantemente nos bairros periféricos), os meios de comunicação o sobrestimam de forma surpreendente. Para os moradores que cresceram com esta mensagem incrustado de que São Paulo é uma cidade intrinsecamente perigosa, estar isolado em um automóvel fornece um grau de separação e uma sensação de segurança entre as pessoas e seu ambiente imaginado e ilegal.

Ao mesmo tempo , há uma explicação muito mais compreensível para a frota de automóveis em massa de São Paulo. A cidade é enorme , e há pessoas em todas as partes. E como em qualquer outra grande cidade, as pessoas estão constantemente tentando fugir da multidão. Ter um automóvel oferece aos paulistanos a oportunidade rara de ter um lugar para eles sozinhos, mesmo se eles estão sentados em um engarrafamento.

Quer personalizar seu carro? Veja quais as permissões do Detran SP

Saiba como e o que você pode mudar para deixar seu carro com a sua cara
Reprodução/iStock Photos

Você já pensou em personalizar seu carro? Assim como uma casa ou roupas, a aparência de um automóvel pode dizer muito sobre como somos. Comprar um carro é uma grande conquista pessoal, mas, na maioria das vezes, se trata de um modelo comum, que muitas pessoas adquirem. Mudar a cor, o rebaixamento, os aros, adicionar chaveiros, adesivos – todos esses elementos dão a sua cara ao carro que você vai dirigir.

É claro, as dúvidas começam a surgir, principalmente sobre o que se pode ou não pode modificar no automóvel. Se você tem essa vontade e mora no estado de São Paulo, veio se informar no lugar certo! Abaixo, iremos listar algumas das permissões do Detran SP, e quais são as exigências para alterar as características do seu veículo.

O que é o Detran?

Antes de começarmos, precisamos esclarecer o que é esse órgão. O Departamento Estadual de Trânsito basicamente regulamenta o sistema nacional de trânsito, e é responsável pela emissão da CNH, por vistorias e inspeções dos veículos.


O Detran também fica encarregado de autuações e aplicações de medidas administrativas conforme irregularidades, como multas e suspensões.

Cada estado possui um Detran, então é importante conhecer a subdivisão de onde você mora! Se você quer acessar a qualquer um dos serviços poderá acessá-los no site oficial ou então seguindo os tutoriais de detransp2020.com.br

Primeiro passo a passo

Você decidiu personalizar seu carro, isso é ótimo! Antes de começar a modificar, é preciso seguir um passo a passo disponibilizado pelo Detran SP.

  • É preciso ter adquirido o veículo de forma legal – ou seja, possuir todos os documentos do automóvel conforme as leis
  • O veículo não pode ter restrições judiciais ou administrativas – como multas ou cassação do automóvel
  • Realizar uma vistoria prévia e solicitar a autorização do departamento – o Detran SP vai emitir os documentos para os demais órgãos, para que você não tenha problemas quando começar as alterações
  • Fazer as mudanças – deixe a criatividade correr solta!
  • Passar por vistorias veiculares, com atestado de segurança – o InMetro vai emitir o Certificado de Segurança Veicular, necessário para você dirigir
  • Pagar as taxas exigidas pelo Detran SP – necessária para os novos documentos

O que o Detran SP permite alterar?

Você pode personalizar a cor, a carroceria, os para-choques, os faróis, o motor, os pneus, a suspensão, a plataforma, e ainda adicionar blindagem e envelopamento.

Todas essas características do veículo necessitam de uma alteração antecipada do Detran SP, caso contrário, você pode ser multado por alterações irregulares do veículo!

O departamento de trânsito não apresenta grandes proibições quanto à quais cores você pode usar, ou qual a altura do rebaixamento. Desde que o automóvel passe na vistoria de segurança, pague as taxas e o seguro obrigatório e retire os novos documentos com as mudanças indicadas, é possível deixar o carro da maneira que você quiser!

É importante lembrar que cada estado possui um Detran, e as permissões do órgão quanto as alterações das características do veículo podem variar.

Se você quer transformar seu carro em algo único, é só procurar o Detran SP e ser feliz!

Como escolher os melhores tapetes de cozinha

Quando se trata de escolher os melhores tapetes de cozinha, uma cozinha não é muitas vezes a sala em que as pessoas pensam primeiro quando se trata de um tapete. Mas o problema com as cozinhas é que muitas vezes elas podem ser preenchidas com partes limpas e armários e gavetas coloridas.

Devido a isso, as cozinhas estão sempre um pouco em risco de parecerem frias e um pouco clínicas, e pode ser difícil decorar de maneiras práticas que ajudem a aquecer seu interior. Estamos aqui para mostrar a você que um tapete de cozinha pode fazer maravilhas para seu interior quando usado adequadamente.

tapetes

Você pode estar pensando em sua cozinha movimentada, cheia de vazamentos e pensando e como ela vai conseguir um tapete com sucesso. Mas, surpreendentemente, se você escolher com cuidado para suas necessidades específicas – um tapete de cozinha pode ser um recurso fácil e de longa duração em seu interior. Faça uma leitura do nosso guia para ajudá-lo a escolher o tapete perfeito que resistirá ao teste do tempo através de seu estilo prático e adequado para o interior da sua casa.

Como escolher um tapete de cozinha

Fibras: As fibras são o melhor material para os tapetes de cozinha para a sua casa, que ajudará a injetar um pouco de cor e calor.

Nylon: O nylon é um material sintético e é ideal para uma cozinha. É muito forte e durável para uma alta quantidade de passos, e resiste a manchas, assim são os melhores tapetes de cozinha para um espaço ocupado!

Poliéster: O poliéster é muito resistente ao desbotamento e é muito fácil e rápido de secar. É resistente a manchas à base de água, pois tem um nível de absorção tão baixo, mas as manchas à base de óleo são muito difíceis de remover do poliéster. É sintético e geralmente misturado com outra fibra, mas é o mais próximo de lã na aparência e sensação.

Polipropileno: Esta é uma fibra sintética, mas por causa disso é a mais resistente a manchas e desgaste. É muito difícil e pode até ser limpo com uma solução de descoloração parcial (mas verifique primeiro com o seu revendedor!).

Ervas marinhas: ervas marinhas é uma fibra natural maravilhosa que é adequada para um tapete de cozinha. Ao contrário do sisal ou juta, é particularmente resistente e resistente a manchas. Não é o material mais macio, mas para um pequeno tapete baseado na área da pia, é perfeito.

Bambu: tapetes de bambu são outra fibra natural durável para aproveitar. É extremamente resistente e durável, e dá um brilho bonito. Estes tapetes são colhidos de forma responsável e dão um produto acabado encantador. O que você está tentando fazer com o tapete? Tal como acontece com outras salas, você tem que ter em conta o que a sala é como e como você deseja que o seu tapete para adicionar a esse espaço. Você deve sempre levar em conta as dimensões da sua cozinha e o que ela pode levar.

Para os melhores tapetes de cozinha que cobrem todo o seu andar, você deve sempre deixar espaço ao redor das bordas. Você deve deixar entre 6 polegadas a dois pés de espaço ao redor da borda da sala descoberto, ou você pode fazer um quarto parecer apertado. Um corredor de cozinha também seguiria o mesmo tipo de regras. Deve ter quantidades iguais de espaço em ambos os lados.

As bordas finais não têm uma regra sobre a distância da borda de uma sala, embora a localização central para que as bordas sejam iguais ajuda a manter a decoração equilibrada. Você deve sempre medir o espaço que você tem para garantir que se encaixa e parece certo. Outra maneira de utilizar um tapete de cozinha pode ser ancorar uma peça de mobília.

Os melhores tapetes de cozinha são muitas vezes colocados debaixo de uma mesa de cozinha, uma vez que unifica e aquece o quarto, embora não tenha grandes quantidades de passos sobre ele. Use uma forma de tapete que complementa a forma da mesa e você pode usá-lo como uma peça de instrução. A regra geral é certificar-se de que o tapete se estende ao redor de 24 polegadas ao redor da mesa. Isso abre espaço para as cadeiras caberem facilmente e também torna o quarto equilibrado, mas não excessivamente apertado.

Como decorar a sua cozinha

Maior nem sempre é melhor, especialmente quando estamos falando de cozinhas. Pequenas cozinhas são geralmente mais eficientes do que grandes áreas de trabalho. Espaço e bom design não são exclusivos para uma grande cozinha – tudo que você precisa são algumas boas idéias de decoração de cozinha pequena que mantêm o seu pequeno espaço organizado, funcional e bonito.

Reunimos algumas idéias de decoração de pequenas cozinhas que lidam com os seguintes problemas com boas soluções de design. As três queixas mais comuns de cozinha pequena são a desordem, falta de espaço no balcão e uma cozinha escura.

Desordem

A desordem é geralmente um efeito colateral de não ter armazenamento suficiente. Muitas vezes, mais armazenamento não é a solução, simplificando e organizando sua cozinha. Percorra seus armários e gavetas (especialmente as costas) e doe ou jogue qualquer coisa que você não tenha usado por um tempo. Pergunte a si mesmo se você realmente precisa de uma ferramenta de cereja ou um fatiador de ovos. Depois de limpar os gabinetes, limpe os contadores armazenando os itens que causam confusão visual.

Falta de espaço no balcão

Você recuperou algum espaço no balcão, mas ainda sente que não é suficiente? Esse é um problema comum. Temos ideias para maximizar (e até adicionar) mais espaço na bancada para sua pequena cozinha, incluindo um truque para transformar sua pia em uma tábua de corte (foto acima).

Uma cozinha escura Os quartos escuros parecem menores, por isso, ilumine suas paredes com uma nova camada de tinta em um tom claro. Se você ama seus gabinetes ricos e escuros, adicione diferentes tipos de iluminação. Use iluminação sob o armário para iluminar a área de trabalho e acentuar seus gabinetes. Uma boa iluminação faz a cozinha parecer maior, independentemente da cor.

cozinha

Experimente algumas das seguintes ideias de iluminação: Adicione luzes LED às prateleiras e sob os seus armários para iluminar o seu espaço no balcão; simplesmente descasque, cole e conecte.Substitua as lâmpadas incandescentes pelas últimas versões energeticamente eficientes. Escolha luminárias suspensas que podem ser cortadas em sistemas de iluminação de pista existentes para sobrepor a iluminação do seu quarto.Substitua luminárias desatualizadas. Adicione um espelho a uma parede da cozinha ou considere adicionar um backsplash espelhado para refletir a luz.

Idéias de decoração de cozinha pequena que são fáceis de implementar:

Cremalheiras Armazenamento De Parede De Ferramentas De Cozinha Mobiliário Escondido Mais espaço no balcão Estantes adicionais

1. Cremalheiras

Embora a maioria das cozinhas pequenas não tenha o espaço necessário para prateleiras grandes e retangulares, há opções para espaços menores. As prateleiras de maconha não precisam ficar penduradas no teto; alguns podem ser montados na parede, como a parede do pegboard acima.

2. Armazenamento da Parede da Ferramenta de Cozinha

Inspire-se em algumas das cozinhas de restaurantes mais movimentadas, que usam hardware de parede industrial e prateleiras para armazenamento de utensílios. Algumas idéias para armazenar utensílios e ferramentas na parede: Hang cremalheiras para utensílios.

Uma barra simples com alguns ganchos pode segurar ferramentas com um laço ou buraco neles. Há cestas que podem ser penduradas no rack para armazenar itens menores Pinte e pendure um pegboard e use-o para pendurar suas ferramentas. Mantenha os itens organizados por cor ou use. Use imãs de parede para guardar facas e potes de especiarias.

3. Mobiliário

O modelo de armário de cozinha pode maximizar a funcionalidade da sua pequena cozinha. Encontre maneiras de criar um espaço polivalente com itens de mobiliário práticos que são úteis, mas que podem ser facilmente armazenados fora do caminho.

Laje pré-moldada: por que utilizá-la em sua construção?

A laje pré-moldada tem sido amplamente utilizada em construções, sobretudo as residenciais, proporcionando benefícios únicos para a obra. Confira, a seguir, o que é esse material e entenda o porquê é interessante usá-lo em seu projeto.

 

O que é a laje pré-moldada

Trata-se de uma laje pronta, previamente construída por uma equipe especializada, que atende normas técnicas e de qualidade para assegurar um padrão de excelência na obra.

 

Esse é um material comumente utilizado em projetos residenciais, mas também é possível adotá-lo em edificações como escolas, shoppings centers, hospitais e demais construções que tenham vãos de até 12 metros.

 

Laje pré-moldada x laje pré-fabricada

Ao definir o tipo de laje a ser utilizada na edificação, as palavras pré-moldado e pré-fabricado são ditas com frequência. Afinal, o que é uma laje pré-fabricada e pré-moldada?

 

Ambas são estruturas que foram construídas previamente, a diferença está no local e forma de produção. A laje pré-fabricada é aquela produzida, obrigatoriamente, em ambiente industrial, enquanto a pré-moldada é feita no canteiro de obras, por exemplo.

 

A laje pré-moldada preço, em comparação à pré-fabricada, costuma ser semelhante, o que torna ambos os produtos excelentes opções para quase todos os projetos construtivos.

 

 

Por que utilizar a laje pré-moldada

A laje pré-moldada é um material repleto de vantagens, seja no quesito obra ou orçamento. De modo geral, esse tipo de produto é capaz de proporcionar:

 

  1. Redução do peso da edificação, com possibilidade de vencer vãos maiores, garantindo a qualidade da construção;

 

  1. Menor gasto com a obra, já que não se faz necessário comprar uma quantidade maior de materiais para construir a laje;

 

  1. Rapidez e praticidade no processo construtivo, com a chance de finalizar a obra antes, porque a laje já está pronta, basta montar os elementos;

 

  1. Redução da mão de obra empregada, o que também ajuda a diminuir custos.